Outubro Rosa – O sinal da prevenção

Outubro é mês de conscientização sobre o câncer de mama e, todos os anos, a Lauto participa ativamente desta corrente.

Aqui nessa matéria você vai poder se informar ainda mais sobre a doença e espalhar as informações com outras mulheres.

Vamos lá?

Sinal vermelho: a vida não para!

Vamos saber quais são as últimas estatísticas do câncer de mama no Brasil e no mundo?

  • O câncer de mama é a doença que mais acomete mulheres no mundoe é o segundo tipo mais comum da doença entre brasileiras, representando 25% de todos os cânceres que afetam mulheres;
  • O câncer de mama é o quinto tipo de câncer com mais morte no mundo, de acordo com a IARC;
  • Mais de 627 mil mortes aconteceram só em 2018, o que representa6,6% do total de mortes entre todos os tipos de câncer;
  • Já foram diagnosticados cerca de 59.700 novos casosde câncer de mama em 2019;
  • Os riscos de uma mulher desenvolver câncer de mama a partir da adoção de hábitos saudáveis e autocuidado são reduzidos em 28%, de acordo com o INCA;
  • Cerca de95% dos casos identificados em estágio inicial tem possibilidade de cura, de acordo com o Oncoguia.

Sinal amarelo rosa: atenção com você!

O rosa aqui é de atenção!

Vamos entender quais são os fatores de risco do câncer de mama?

Quais são os fatores de risco?

  • Obesidade e sobrepeso após a menopausa;
  • Sedentarismo;
  • Consumo excessivo de bebidas alcoólicas e tabaco;
  • Menarca (primeira menstruação) antes dos 12 anos;
  • Primeira gravidez após os 30 anos;
  • Não ter tido filhos;
  • Não ter amamentado;
  • Histórico familiar de: câncer de ovário, câncer de mama em homens ou em mulheres antes dos 50 anos;

E se lembre de que identificar um ou mais desses fatores de risco não significa que você tem ou vai ter o câncer de mama.

Quais são os sinais e sintomas do câncer de mama?

  • Nódulos pequenos na região da axila (embaixo dos braços) ou no pescoço;
  • Alterações no bico do peito;
  • Pele da mama avermelhada, retraída, aparentando uma textura de “casca de laranja”;
  • Saída involuntária de líquido de um dos mamilos;
  • Caroço (nódulo) endurecido, fixo e indolor (na maioria dos casos).

Como realizar o autoexame?

O autoexame é uma das formas mais simples de identificar a existência ou não do câncer de mama e você pode fazer de várias maneiras. Olha só:

Em pé (durante o banho)

  1. Apoie o braço esquerdo sobre a sua cabeça;
  2. Estique a mão direita e examine a mama esquerda;
  3. Com a polpa dos dedos (e não com as unhas), divida seu seio em faixas e analise suavemente cada uma delas;
  4. Faça movimentos circulares, sempre de cima para baixo;
  5. Repita o mesmo procedimento com a outra mama.

Em frente ao espelho

  1. Fique de frente a um espelho;
  2. Com os braços caídos, analise atentamente as formas, cores e tamanhos dos seios;
  3. Faça força colocando as mãos na cintura;
  4. Coloque as mãos na parte de trás da cabeça e observe os mesmos pontos do item 2;
  5. Levemente, pressione os mamilos e observe se há saída de secreção (pus);

Deitada

  1. Coloque uma toalha dobrada no ombro esquerdo (para examinar a mama direita);
  2. Exerça uma leve pressão sobre ela fazendo movimentos circulares;
  3. Apalpe a parte externa da mama;
  4. Sinta as axilas;
  5. Repita o mesmo procedimento com a outra mama.

Sinal verde: siga a vida!

O câncer de mama pode atingir qualquer pessoa. Inclusive, várias artistas nacionais e internacionais tiveram a doença, conseguiram se curar e hoje são exemplos de superação.

Vamos conhecer algumas delas?

Para inspirar: mulheres que venceram o câncer de mama

  • Patrícia Pillar: a atriz lutou contra um câncer no seio esquerdo em 2002. Na época, com 37 anos, ela passou por um longo tratamento e descobriu a doença através do autoexame;
  • Elba Ramalho:a cantora descobriu a doença ainda em seu estágio inicial, quando tinha 59 anos e rapidamente realizou a cirurgia para retirada do tumor.
  • Outras artistas que também venceram o câncer são a atriz Joana Fomm, Arlete Salles, a apresentadora Ana Furtado, e também Angelina Joliee Jane Fonda.

Não se esqueça:

O acesso ao exame de rotina é um direito de toda mulher.

A saúde é um direito da população e dever do Estado. E os serviços de saúde devem priorizar a consulta de mulheres com nódulo e mulheres com alterações suspeitas na mama.

Então, se você estiver com algum sintoma, exija seus direitos!

Identificar precocemente a doença também pode acontecer por meio da rapidez da avaliação e bom atendimento dos profissionais da saúde.

Quer saber mais sobre o câncer de mama e o Outubro Rosa? Acesse o site do INCA: https://www.inca.gov.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *