Bomba de Óleo: Você consegue identificar os sinais de problemas?

Todo carro exige cuidados. Isso não é novidade.

Sabemos também que o normal é dar mais atenção para peças que tendem a quebrar ou apresentar problemas com mais facilidade em um carro, como os amortecedores, pastilhas, bombas d’água, etc.

Mas no meio disso, como ficam as outras peças?

Componentes que possuem uma durabilidade maior em relação àqueles com um prazo de vida menor costumam ser ignorados ou deixados em segundo plano.

Contudo, é importante lembrar:

Ter uma vida útil longa não significa que uma determinada peça está livre da possibilidade de quebrar ou apresentar algum defeito.

É o caso da bomba de óleo.

Mesmo com uma vida útil maior, a peça pode sofrer desgaste prematuro e apresentar sinais de defeito por uma série de motivos.

Pensando nisso, vamos mostrar quais são esses motivos, como identificar os sinais de problemas e ainda contar mais sobre como a bomba de óleo funciona e por que é importante também dar atenção a ela.

Vamos lá?

O que é a bomba de óleo e como funciona

A bomba de óleo é uma peça fundamental para o funcionamento do automóvel.

Não é a toa que ela é chamada de “coração” do sistema de lubrificação do motor.

Como já deu para imaginar, a bomba de óleo é responsável pela lubrificação forçada de diversas peças do veículo e trabalha em parceria com o motor.

Por que “forçada”?

Porque ela gera a vazão necessária para que o óleo lubrificante percorra o sistema pressurizado e lubrifique os demais itens do motor.

Por isso o procedimento é chamado de lubrificação forçada do motor.

De forma simples, a bomba de óleo utiliza o movimento do próprio motor para bombear o óleo que fica depositado no cárter para as galerias do motor e, assim, lubrifica seus componentes.

Esse é o processo que garante o bom funcionamento e durabilidade do motor.

Diferentemente do motor, o sistema de lubrificação conta com poucos componentes.

Contudo, eles são essenciais.

É por isso que garantir o bom funcionamento da bomba de óleo é tão importante.

Como identificar problemas na bomba de óleo?

Um ponto positivo da bomba de óleo é que quando ela está com algum problema, não demora para o carro começar a apresentar sinais.

Ou seja:

São sinais facilmente identificáveis.

O primeiro sinal é quando o painel de luz acende.

Quando isso acontece, é muito provável que o problema esteja na bomba de óleo.

Além da luz do painel acesa, o motor do carro também começa a fazer um barulho de “batimento”.

À medida que o barulho se torna mais evidente, as chances de o motor parar de funcionar ou apresentar uma série de falhas por conta da falta de lubrificação são altíssimas.

Estes sintomas podem indicar desgastes nas partes móveis do motor, como buchas, mancal e bronzinas de biela.

Isso acontece, geralmente, quando o desgaste se encontra na engrenagem interna, externa e na carcaça da peça.

Contudo, também pode ocorrer quando há problema na válvula reguladora de pressão do automóvel.

Fique atento:

  • Uma válvula travada aberta por conta da contaminação do lubrificante acarreta na perda de pressão do motor, que pode fundir por completo.
  • Uma válvula travada fechada provoca excesso de pressão e danifica o filtro de óleo.

Pode parecer simples, mas se um destes problemas acontecer, toda a bomba deverá ser substituída, pois não é possível realizar a troca destes componentes individualmente.

Como, então, descobrir se essas são as causas do problema?

A única forma é desmontando a peça e fazendo o teste diretamente nela.

Para isso, é necessário simular seu funcionamento com a ajuda de um recipiente com óleo.

Isso vai possibilitar descobrir se a bomba está movendo o óleo quando é acionada.

Caso a peça não responda positivamente, ela deverá ser trocada.

Vamos, então, saber um pouco mais sobre como fazer a substituição da bomba de óleo.

Como fazer a troca da bomba de óleo?

A troca da bomba de óleo é considerada complexa e demorada.

Isso porque a peça se encontra debaixo do bloco do motor.

Todavia, há um procedimento padrão para realizar a troca da peça, o qual separamos em alguns passos:

  1. Abra o bujão do recipiente de óleo do motor e deixe-o escorrer até o fim;
  2. Remova tanto o protetor de cárter quanto o cárter;
  3. Remova a bomba antiga e substitua pela nova;
  4. Preencha o sistema com um novo óleo lubrificante;
  5. Ligue o carro, confirme se não há nenhum tipo de vazamento e se, ao dar partida no carro, a luz permanece apagada.

É imprescindível que junto à troca da peça sejam checados também outros componentes do motor, como:

  • Filtro de óleo;
  • Interruptor de pressão de óleo;
  • Pescador;
  • Tuchos hidráulicos;

Quais os cuidados necessários com a bomba de óleo?

Alguns cuidados fundamentais para com a bomba de óleo são:

  • Siga as especificações recomendadas pela montadora do seu carro;
  • Não use peças falsificadas ou de segunda linha;
  • Troque o óleo do motor e o filtro de óleo a cada 10 mil km rodados.

Usar óleos vencidos ou com viscosidade errada, como vimos, é a principal causa de problemas na bomba de óleo.

 

Vimos nesta matéria que a bomba de óleo é uma peça que não pode ser negligenciada.

Além de ser fundamental para o funcionamento correto tanto do motor quanto do carro como um todo, ignorar os sinais de defeito pode fundir por completo o motor, aumentando – e muito – os gastos com conserto, caso os sinais fossem identificados no início e se os bons cuidados com a peça fossem realizados.

A Urba-Brosol é uma das principais marcas de bomba de óleo disponíveis no mercado.

No site da empresa você pode conferir todos os modelos da peça e avaliar qual é o mais adequado para o seu automóvel.

E ainda:

Pode obter mais informações sobre bombas de óleo aqui.

Ainda tem dúvidas sobre como escolher a bomba de óleo para o seu carro?

Faça-nos uma visita!

Nossa equipe especializada está de prontidão para tirar todas as suas dúvidas.

Estamos em dois endereços:

  • Mogi-Mirim: da Saúde, 515 – Saúde, CEP 13800-700, telefone (19) 3805-7272;
  • Mogi-Guaçu: Bandeirantes, 90 – Vila Pinheiros, – SP, CEP 13845-440, telefone (19) 3019-5800.

E ainda:

Siga a Urba-Brosol e a Lauto nas Redes Sociais. Lá, todas as novidades você confere em primeira mão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *