Dicas para trocar de carro sem prejuízos

Confira abaixo as dicas para trocar de carro sem prejuízos. 

Comprar um carro é o sonho de muitas pessoas, seja novo ou usando, os veículos estão sempre presentes no planejamento pessoal do brasileiro. Mas junto com a vontade, vem aquela dúvida de qual modelo adquirir: Comprar carros usados ou novos, e como fazer a melhor escolha gastando menos dinheiro.

Trocar de carro exige negociação que vai além de um bom preço no veículo que deseja adquirir. É importante aproveitar o valor do seu carro atual para dar de entrada ou então, investir na entrada do consórcio para diminuir a conta no final do negócio. Acrescente a esses fatores escolher uma taxa de juros baixa e no menor período de tempo possível para pagar o financiamento, caso você não consiga fugir dele comprando o carro à vista.

A negociação do veículo é sempre a parte mais complicada do negócio, ao mesmo tempo em que o cliente precisa de preço mais barato no carro novo, ele também precisa de uma boa avaliação no usado que está entrando como parte da compra. Essa é a guerra com a concessionária na hora de comprar seu carro novo, não importa a marca ou modelo, a briga sempre será a mesma.

Nos carros seminovos, o cliente pode conseguir algum benefício no valor do modelo e marca desejada, mas pode perder um pouquinho mais no valor do seu usado. Estes prós e contras devem ser bem balanceados para no final das contas o prejuízo não ficar alto no bolso do consumidor, que pode sair dessa negociação bem endividado.

O que prestar atenção na hora de trocar de carro

Qual o melhor carro para comprar

Não existe a fórmula certa para comprar um carro. Todos podem ser excelentes ou péssimas compras, o que vai mandar no final da conta é negociação. A melhor resposta seria que o melhor carro é aquele que cabe no seu bolso, sem que ele possa ficar vazio. Seja por causa do financiamento ou pelo tanto de combustível que ele consome no final do mês.

Mas alguns carros são campeões na relação entre o custo e o benefício do veículo, e isso é um fator muito importante no momento da decisão:

Este modelo hatch está entre os mais econômicos vendidos no Brasil. Na gasolina este carro faz 12,5 km/l na cidade e 17,2 km/l na estrada. Ele está sendo vendido por R$ 52.290,00 e supera seus concorrentes direto que tem motorização 1.0 e são menos econômicos.

Passando para uma categoria de carros mais esportivos, que trazem além do conforto uma motorização mais potente. O melhor nesta relação custo e benefício é o Sandero que tem motor 2.0 e 150 cv. O consumo deste carro na gasolina é de 8,6 km/l na cidade e 14 km/l na estrada. Este carro está sendo vendido por R$ 63.400,00

  • Hyundai Tucson GLS 2.0

Entre os SUVs que estão disponíveis no mercado, a melhor opção para os utilitários esportivos é a Tucson. Está muito longe de ser o carro mais moderno da categoria, mas compete de igual com os outros modelos de entrada. O custo de R$ 69.990,00 é similar ao de seus concorrentes, porém a motorização deste SUV é mais potente. Em relação ao consumo, na gasolina, a Tucson faz 6,8 km/l na cidade e 10,2 km/l na estrada.

Como definir quanto posso gastar na compra

Para tomar a decisão de trocar de carro é preciso ter um planejamento bem definido para não entrar em dívidas que podem comprometer boa parte do orçamento do mês. Para isso, é importante levar em consideração algumas dicas para definir o quanto gastar na hora de trocar o carro por um novo ou seminovo.

  1. Quanto financiar?

Este é um cálculo que tem alguns fatores que devem ser levados em consideração. As primeiras perguntas que precisam ser respondidas na hora da compra são:

  • Qual o valor da entrada?
  • Qual o prazo de pagamento?
  • Qual a melhor taxa de juros?

Para começar o planejamento de uma compra é preciso ter em mente que o consumidor não deve comprometer mais de 30% do seu salário líquido com o financiamento. Portanto, usar as ferramentas de simulação de cálculo das prestações é fundamental.

  1. Valor da entrada

Neste quesito não existe regras. O mínimo que as lojas buscam que o cliente pague para financiar um carro é de 20% do valor do veículo. Porém, é muito importante lembrar que quanto maior o valor de entrada, menor a dívida que será financiada, e assim, menor os juros pago sobre o veículo.

  1. Prazo de financiamento

Os prazos de financiamento variam de acordo com a instituição financeira que irá financiar o veículo. Normalmente são encontrados os pagamentos em 12, 24, 36, 48 e 60 meses, mas algumas condições especiais podem aumentar ainda mais o número de parcelas de acordo com o banco financiador.

Quanto menor o tempo do financiamento, menor serão os juros pagos no valor final do veículo. É preciso ficar atento no valor final do financiamento. Por exemplo, em 12 meses uma taxa de 1,20% ao mês é muito mais barata que 24 meses de uma taxa de 1%, lembre-se de simular o financiamento pretendido.

Quais cuidados tomar na compra do carro

Quando a decisão de compra for por um carro zere quilômetro, para não ficar no prejuízo é importante buscar um veículo de uma marca e modelo que tenham preços atrativos, taxa de juros competitiva no mercado e que tenha um bom valor de revenda, para que o cliente não perca dinheiro a longo prazo.

Para quem vai comprar um carro usado, é importante tomar os cuidados com os valores da compra e financiamento, mas aqui também é preciso checar bem a documentação e as pendências do veículo. Cuidado com carros baratos, que os vendedores prometem resolver as pendências. Isso pode não acontecer e se arrastar por longos anos em uma briga judicial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *