Conheça os sinais que a suspensão apresenta quando é necessária a troca do componente

A matéria a seguir é uma reprodução do site Canal da Peça que sofreu alterações, o link original você encontra no final do texto.

O sistema de suspensão funciona em conjunto com molas, buchas, coxins, barras e amortecedores, quando um dos componentes não está em bom estado, reflete diretamente no restante do conjunto. Os amortecedores são responsáveis pelo controle de oscilação das molas. 

Essas oscilações, precisam de um controle externo para manter a estabilidade do veículo e nessa hora, entra a função dos amortecedores, que são responsáveis por manter as rodas em tempo integral em contato com o piso em que o carro circula.

A vida útil dos componentes depende de diversos fatores como a forma de condução, dos locais onde o veículo circula (cidade, estradas, terra, trilhas, etc) e o estado de conservação do solo. A variação da vida útil pode ter mais de 120 mil quilômetros de diferença. Claro que tudo depende de manutenções preventivas. 

As manutenções preventivas do amortecedor devem acontecer entre 30.000 e 50.000 km, caso seja constatado o defeito, realize a manutenção corretiva, que pode incluir o amortecedor e também peças em contato direto com ele.

Confira alguns sintomas de que os amortecedores precisam de substituição

Desgaste irregular dos pneus: se verificar o desgaste irregular ou prematuro dos pneus, há grandes chances de que amortecedores e outros componentes da suspensão precisem de manutenção.

Fim de curso: toda suspensão tem um limite de trabalho de altura e esse limite nunca é atingido com os componentes em bom estado e modo de condução normal do veículo. O fim de curso acontece quando esse limite de trabalho é alcançado.

Caso a suspensão do veículo atinja fim de curso nas menores irregularidades do terreno a chance do amortecedor estar comprometido é alta, o fim de curso ocorre pois o componente perdeu a capacidade de amortecer e amenizar o movimento das molas.

Freio: a dificuldade na frenagem do veículo também pode ser um sinal de amortecedores com defeito. Como eles são responsáveis pelo contato dos pneus com o solo, o descontrole desse contato não permite a boa aderência dos pneus, consequentemente haverá problemas para parar o carro.

Traseira balançando: caso perceba a traseira do veículo “solta” e balançando, dificultando a dirigibilidade do veículo, há grande chances de que o problema seja no amortecedor traseiro, pois em seu estado de funcionamento comum, a inclinação e movimento são controlados, amenizando a sensação de imperfeições do solo.

Internamente, os amortecedores possuem válvulas, sua função é limitar a passagem do fluído hidráulico do amortecedor. Por desgaste ou danos que sofreram ao longo do tempo, as válvulas perdem desempenho e começam a permitir a passagem do fluído hidráulico mais facilmente com o movimento constante do amortecedor.

Crédito/matéria original: https://www.canaldapeca.com.br/blog/hora-de-trocar-amortecedores/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *